Fabiano Contarato (Rede-ES) classifica a indicação de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), a embaixada do Brasil em Washington, como nepotismo