"Certamente iremos pedir para o Twitter tirar este conteúdo do ar o quanto antes. Possíveis demais medidas em outras esferas nós iremos estudar, junto com a produtora, com os detentores dos direitos autorais do filme", diz a cineasta Maria Augusta Ramos, que teve trecho de seu filme divulgado de forma ilegal e deturpada por Jair Bolsonaro