Médicos, enfermeiros e técnicos paralisaram as atividades na noite desta quinta-feira (15)