A página apagou comentários que criticavam a "homenagem" aos policias três dias após a morte de nove jovens por ação da PM em favela da capital paulista