Paulo Pimenta e Zeca Dirceu exigem ressarcimento integral dos recursos utilizados na viagem que, “ao fim e ao cabo”, foi eminentemente turística